Militares se unem para lançar 71 candidatos nas eleições 2018

Militares no poder

Por Carlos Nascimento 12/05/2018 - 10:59

Motivados pelo desempenho do Deputado Federal e pré-candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL-RJ) nas pesquisas eleitorais, pelo menos 71 militares do Exército, da Marinha e da Aeronáutica lançaram pré-candidaturas a vagas no Congresso e no Executivo em 25 Estados e no Distrito Federal.

Por enquanto, só o Acre não tem candidato nesse grupo. Parte deles se reuniu No dia 8, pela primeira vez, em Brasília para unificar o discurso. Os pré-candidatos usaram frases e slogans para afirmar que trabalham com princípios de “honestidade” e “defesa dos interesses do País” cultivados nos quartéis. Bem ao estilo militar, a reunião começou pontualmente no horário marcado, com pouco mais de 30 participantes.

Hierarquia

A mesa foi composta apenas por generais, hierarquicamente superiores aos demais nas Forças. Cada presente se apresentou e os discursos, feitos sem interrupção, tinham como tema principal o combate à corrupção e o direito de militares de se candidatarem a cargos eletivos.

Mesmo ausente, Bolsonaro foi lembrado no evento, realizado em uma sala da Federação dos Plantadores de Cana do Brasil (Feplana), na área central de Brasília. O presidenciável foi convidado, mas não compareceu - o que rendeu crítica de um dos presentes, que preferiu não se identificar.

Nesta quarta-feira, o grupo pretende ir ao Congresso para se encontrar com o deputado. Além do PSL, outros militares vão lançar candidaturas por 13 partidos – PSDB, PSC, PR, PEN, PRP, PRTB, Novo, Patriotas, DEM, PHS, PROS, PTB e PSD. Várias patentes têm representantes - desde candidatos generais até coronéis, sargentos e capitães.