Criação de Ministério da Segurança divide a opinião dos parlamentares

Atualmente, a Secretaria Nacional de Segurança Pública faz parte do Ministério da Justiça, e foi um ministério separado durante a presidência de Michel Temer.

Criação de Ministério da Segurança divide a opinião dos parlamentares

Deputados da bancada da segurança pública se reuniram com o ministro da Justiça e da Segurança Pública, André Mendonça e com o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Jorge Antônio de Oliveira para discutir a transformação da Secretaria Nacional de Segurança Pública em um ministério.

O coordenador da Frente Parlamentar da Segurança Pública, deputado Capitão Augusto (PL-SP), afirmou que a recriação do ministério deve preparar o país para o aumento da violência, que está sendo considerado a quarta onda da pandemia de coronavirus.

Para o Capitão Augusto é preciso garantir a articulação das polícias civil e militar, e também entre os estados, para combater a criminalidade de forma eficiente

O trabalho de integração porque nós vemos que em vários estados há dificuldade até de comunicação entre as polícias no estado, quiçá de um estado para o outro, então facilita para o crime, você cometer o crime nas divisas de estado e você evadir para outro estado e a dificuldade de comunicação das polícias é muito grande”.

O Vice-líder da Minoria na Câmara, Deputado Marcelo Freixo (Psol-RJ), considerou inadequada a criação de um novo ministério no momento pelo qual o país está passando.

“Não vejo o menor sentido no momento como esse, no meio de uma pandemia onde nós passamos de 32 mil brasileiros mortos e 500 mil brasileiros infectados, o segundo país do mundo com o maior número de pessoas infectadas estar debatendo a criação de um outro ministério, o ministério da segurança pública quando não se tem nem ministro da saúde no meio da pandemia”.

Atualmente, a Secretaria Nacional de Segurança Pública faz parte do Ministério da Justiça, e foi um ministério separado durante a presidência de Michel Temer, o que, segundo os defensores da pasta, facilitaria a criação do novo ministério, uma vez que já existe uma estrutura montada. O nome apresentado pelos parlamentares na reunião com o governo foi o do ex-deputado Alberto Fraga, coronel da Polícia Militar do DF e amigo pessoal do presidente Jair Bolsonaro.

Da Rádio Câmara, de Brasília, Karla Alessandra.