Decretado extermínio do Servidor Público

Deputados da base aliada do governo estão agindo impiedosamente, sem oferecer condições de defesa às suas vítimas, no caso os servidores públicos.

Decretado extermínio do Servidor Público
Trem desgovernado
Decretado extermínio do Servidor Público

Alardeiam que a corrupção campeia desenfreada nas Policiais, paralelamente à prática da arbitrariedade e da falta de respeito às leis.  Hipocrisia das mais deslavadas, pois a corrupção - funcionários fantasmas -, a arbitrariedade, a falta de respeito, e a subserviência são hospedeiras cativas da Assembleia Legislativa, onde se aprova tudo o que o Executivo encaminha, sem um exame aprofundado das questões, atropelando a lei e a ética, e o que é mais grave, extinguindo direitos adquiridos e esmagando, com atitudes criminosas, conquistas asseguradas dentro dos preceitos da democracia.

Exemplo flagrante dessa subordinação insana e criminosa é o que aconteceu durante a apreciação do Proposta de Emenda Constitucional - PEC 159/2020, que modificou o Sistema de Previdência dos Servidores Públicos Estaduais, apelidada de PEC DA MALDADE de Rui Costa.

A PEC 159/2020, foi aprovada na integralidade em dois turnos, após sessão tumultuada, com direito a arremesso de ovos, troca de empurrões entre parlamentares e policiais militares e servidores civis.

O relator da proposta foi o Deputado Vitor Bonfim (PL), que rejeitou diversas emendas propostas por alguns parlamentares a pedido dos servidores públicos. Dos 63 parlamentares integrantes da ALBA 45 votaram a favor do projeto e 9 contra - o presidente da Casa, deputado Nelson Leal (PP), não vota. Foram registradas oito ausências de deputados durante a votação (?)

Os Deputados Soldado Prisco (PSC) e Hilton Coelho (PSOL) se destacaram durante o processo de discussão do projeto, estando ao lado dos servidores, tendo inclusive conseguido momentaneamente interromper a tramitação do projeto por conta de Liminares obtida na Justiça, o Capitão Alden (PSL) teve também uma destacada atuação ficando ao lado dos servidores.

 

Ficou comprovado que se o Poder Executivo encaminhar um projeto de lei decretando o extermínio puro e simples do servidor público, certamente será aprovado pelos deputados do bloco do Governo, sem o menor constrangimento. Deputados estaduais que agem como verdadeiros integrantes de grupos de extermínios prontos para liquidar ou tornar nulos os direitos dos servidores públicos. Uma aberração que continua acontecendo na Bahia, ao arrepio da lei e do respeito.

Deputados da base aliada do governo estão agindo impiedosamente, sem oferecer condições de defesa às suas vítimas, no caso os servidores públicos, que veem os seus direitos serem abatidos sem misericórdia, num processo negligente e pecaminoso de votação.

Projetos equivocados são aprovados despudoradamente, sem qualquer apreciação ou exame, com parlamentares dizendo “amém” mesmo antes da hora. Aprovam tudo como um rolo compressor a serviço do Governo, jogando no ralo do esgoto os direitos de uma categoria que é a mola propulsora da administração pública da Bahia.

Carlos Nascimento - IPC/PCBA

Saiba como votaram os deputados baianos na PEC da Previdência:

A favor da PEC 159/2020:
- Aderbal Caldas (PP)
- Adolfo Menezes (PSD)
- Alan Castro (PSD)
- Alan Sanches (DEM)
- Alex Lima (PSB)
- Antônio Henrique Júnior (PP)
- Bobô (PCdoB)
- Dal (PP)
- Diego Coronel (PSD)
- Eduardo Alencar (PSD)
- Eduardo Salles (PP)
- Euclides Fernandes (PDT)
- Fabíola Mansur (PSB)
- Fabrício Falcão (PCdoB)
- Fátima Nunes (PT)
- Jacó (PT)
- Jânio Natal (PODE)
- Júnio Muniz (PP)
- Jurandy Oliveira (PP)
- Jusmari Oliveira (PSD)
- Luciano Simões Filho (DEM)
- Marcelino Galo (PT)
- Marcelo Veiga (PSB)
- Maria del Carmem (PT)
- Marquinhos Viana (PSB)
- Neusa Cadore (PT)
- Niltinho (PP)
- Osni (PT)
- Pastor Isidório (AVANTE)
- Paulo Câmara(PSDB)
- Paulo Rangel (PT)
- Pedro Tavares (DEM)
- Roberto Carlos (PDT)
- Robinho (PP)
- Robinson Almeida (PT)
- Rogério Andrade Filho (PSD)
- Rosemberg (PT)
- Sandro Régis (DEM)
- Tiago Correa (PSDB)
- Tom Araújo (DEM)
- Tum (PSC)
- Vitor Bonfim (PL)
- Zé Cocá (PP)
- Zé Raimundo (PT)
- Zó (PCdoB)

CONTRA O PROJETO:
# Capitão Alden (PSL)
# David Rios (PSDB)
# Hilton Coelho (PSol)
# José de Arimateia (PRB)
# Jurailton (PRB)
# Kátia Oliveira (MDB)
# Pastor Tom (PSL)
# Soldado Prisco (PSC) 
# Targino Machado (DEM)

AUSENTES (?)
= Alex da Piatã (PSD)
= Ivana Bastos (PSD)
= Laerte do Vando (PSC)
= Marcel Moraes (PSDB)
= Mirela Macedo (PSD)
= Olivia Santana (PCdoB)
= Samuel Júnior (PDT)
= Talita Oliveira (PSL)