Guarda Pelé

O policial militar, com sua criatividade, ganhou o mundo!

Guarda Pelé
Guarda Pelé

Por: Adson Brito Do Velho
Ele foi, uma das figuras mais folclóricas e queridas de Salvador. O Guarda Pelé, como era, carinhosamente chamado, pelos baianos, tornou-se, o agente de trânsito, mais famoso do país.
Nos anos 60 e 70, controlava o trânsito de Salvador, principalmente na Avenida Sete, Centro Histórico e Baixa dos Sapateiros, com seu apito e suas coreografias espalhafatosas.

Usando mãos, braços, pernas, caras e bocas, e com muito humor, ajudava, principalmente, as crianças e idosos, a atravessarem as ruas da capital baiana. Seu nome de batismo é Armando Marques da Silva.

O policial militar, com sua criatividade, ganhou o mundo!
Convidado para se apresentar em diversos locais do país, como São Paulo, Fortaleza,Porto Alegre, só para citar alguns exemplos.

Também ganhou fama internacional, ao se apresentar em diversos países, como Argentina, Colômbia, Estados Unidos e tantos outros.
Foi convidado, pelo governo dos EUA, para controlar o trânsito de New York.

Foi condecorado, na Inglaterra, pela Scotland Yard, a Polícia Militar de Londres, recebendo o "Apito de Ouro" e sendo observado pela rainha Elizabeth.


Ganhou uma homenagem biográfica, da Assembléia Legislativa de Salvador, na coleção "Gente da Bahia". Foi tema do livro, "Guarda Pelé", da autoria do Capitão da Polícia Militar do Estada da Bahia e historiador Raimundo Marins.

Com pouco mais de seus 80 anos de idade, hoje vive em Xique Xique, no interior da Bahia.
Apesar das inúmeras lendas, que envolvem a sua história, o Guarda Pelé, está registrado, na memória histórica e afetiva de milhares de baianos!

ADSON BRITO DO VELHO
Professor concursado em História, pela rede estadual de educação da Bahia.
Psicólogo (UFBa) e especialista em Neuropsicologia.
Formado em Filosofia (UCSal) e também é diretor teatral.